Perguntas frequentes

Sim! Desde que ele tenha os exames cardiológicos atualizados (até 6 meses). Caso esteja fazendo uso de medicação deve ser orientado sobre qual medicação deve ser suspensa no dia da cirurgia e qual deve ser administrada.

Em pacientes eletivos assim que ele acorda da anestesia já pode ser alimentado. Porém alguns procedimentos, como cirurgias do trato gastrointestinal tem algumas recomendações específicas. Pergunte ao veterinário responsável.

Sim! Nossos pets nem sempre demonstram que estão com alguma alteração e muito menos falam isso para nós. Para isso solicitamos os exames para ver como ele realmente está e se está apto a ser submetido a uma anestesia.

A partir dos 30 dias de vida, mas com 6 meses é uma idade mais segura. Quando o paciente é muito jovem não tem disponível todas as funções do seu organismo, como a função hepática e renal, responsáveis pela metabolização e excreção da maioria dos fármacos administrados. Caso esse paciente possa esperar, é melhor.

Sim, idade não é um fator que impeça a anestesia. Para ele ser anestesiado com maior segurança são solicitados exames pré anestésicos onde o anestesista pode se programar para um protocolo individualizado para esse paciente.

A anestesia veterinária vem evoluindo muito nos últimos 10 anos, hoje contamos com protocolos muito modernos onde podemos bloquear a dor desse paciente com anestésicos modernos e com ajuda de neurolocalizadores ou ultrassom. Não podemos bloquear 100%, mas reduzimos a um nível que dê conforto ao paciente no trans e pós operatório. Dependendo do tipo...

A anestesia deixa o paciente inconsciente para a realização do procedimento. O tempo do despertar depende do tipo de anestesia que ele receber. No geral a média de tempo para "abrir os olhos" é em torno de 10 minutos após o final do procedimento.

Quem define o tipo de anestesia a ser recebida é o próprio paciente, de acordo com seus exames, idade, patologias... Então ele pode receber tanto o tipo inalatória, como a total intravenosa ou parcial intravenosa. Aquela que for mais segura para ele de acordo com o procedimento.

Depende do tipo de procedimento que ele fez. Para procedimentos eletivos, como castração de pacientes machos e profilaxia odontológica ele poderá receber alta no mesmo dia. Caso o procedimento que ele fez requeira internação ele ficará pelo menos um dia internado. Converse com o veterinário responsável.

Primeira coisa que devemos fazer é estar com o resultado de exames realizados em mãos, com o prazo máximo de 15 dias. O paciente deve estar em jejum de acordo com a sua idade, comorbidade e procedimento que irá fazer, para isso faça uma consulta com o anestesista veterinário e saiba qual o jejum ideal para o seu pet....

Quando um paciente é anestesiado ele é retirado do seu "quadro hemodinâmico". Então suas funções cardíacas, renais, hepáticas, neurológicas ficam mais reduzidas. Porém a anestesia moderna vem se aperfeiçoando cada vez, com o uso de protocolos mais seguros para o paciente, deixando ele dentro dos parâmetros vitais para o procedimento. Quando a...